kamagra kaufen kamagra oral jelly kamagra australia kamagra australia cialis kopen levitra 20 mg viagra online bestellen cialis preise cialis original viagra bestellen levitra bayer kamagra shop kamagra oral jelly viagra generika levitra preis kamagra bestellen cialis 20mg cialis bestellen levitra pas cher kamagra prix acheter viagra viagra sans ordonnance cialis pas cher achat viagra kamagra 100 viagra prix kamagra pas cher kamagra 100 mg cialis sans ordonnance levitra sans ordonnance
cialis generika kamagra australia cialis bestellen levitra generika viagra online kaufen kamagra bestellen cialis generika kamagra oral jelly kamagra 100mg prix cialis cialis generique kamagra gel kamagra bestellen viagra bestellen kamagra oral jelly levitra kopen
Acquistare Cialis Strips Viagra Pastiglie Kamagra 100 Cialis online Levitra Generico Test pacchetti Propecia generico Acquistare Cialis Soft Tabs Viagra e generici Levitra Cialis Generico Lovegra Super Kamagra Viagra femminile LIDA Dai dai hua Cialis Pastiglie Acquistare Super Kamagra Cialis Generico Viagra online
Home » Marketing Digital » Porque uma página no Facebook não substitui um site
13
Jul

Porque uma página no Facebook não substitui um site

facebook não é site
Algumas empresas estão deixando o site de lado e voltando suas atenções exclusivamente às páginas empresariais do Facebook, ou seja, fazendo dessas páginas seu próprio website.

É um fato que diversas empresas estão a fazer muito sucesso utilizando o Facebook para alavancar as vendas. Contudo, para a grande maioria das empresas, o site não deve ser substituído por uma página no Facebook. Abaixo, você descobre o porquê.

Personalização e controlo do conteúdo

Por mais que sua empresa crie uma página com diversos elementos visuais e interativos, ela sempre continuará amarrada ao layout do Facebook, ou seja, sempre que houver uma mudança nas páginas empresariais – o que não é muito incomum, diga-se de passagem – sua empresa terá que adaptar todo o conteúdo novamente, o que gera custo e, no pior dos cenários, perda de performance da página.

Controle sobre o próprio destino

O Facebook como é um serviço de terceiros, pode mudar radicalmente as regras do jogo a qualquer momento. Além disso, quem garante que em 5 anos o Facebook será a principal rede social? Caso não seja e a sua empresa aposte todas as fichas lá, será necessário retornar à estaca zero e começar tudo novamente.

Confiança

Nem todos estão no Facebook. Seja por não gostar de redes sociais, ou preferir outras como Google+, LinkedIn e Twitter, por exemplo. Caso resolva utilizar apenas uma página no Facebook ao invés de um site, a empresa estará focando apenas em um segmento dentro de seu mercado-alvo, algo que pode acarretar sérias perdas de oportunidades de venda.

Outro motivo é que, possuindo um site, tem-se a possibilidade de trabalhar a identidade visual e transmitir um pouco da personalidade da empresa, bem como passar mais profissionalismo e credibilidade. Uma vez que nem todas as pessoas se sentem seguras em preencher um formulário ou fazer uma compra através do Facebook, por exemplo, a empresa pode estar perdendo ótimas oportunidades de gerar Leads.

SEO

Poderíamos fazer um post apenas listando todos os malefícios que a inexistência de um site traz para SEO, mas vamos nos prender aos dois mais importantes:

A empresa não está aproveitando ao máximo a criação de um ativo: muitos dos links, notícias e partilhas em redes sociais estarão “apontando” para o Facebook, ou seja, mesmo após anos de atuação no mercado, a empresa não terá um domínio com autoridade perante os motores de busca. Além disso, todos os links ficarão com a seguinte estrutura: facebook.com/SuaEmpresa/app_837501216403795 (estranho, não?);
Problemas de indexação: em uma página no Facebook, todo o conteúdo que estaria dentro das páginas de um site comum ficam em abas e, dentro dessas abas, em iFrames. Os motores de busca não gostam de iFrames. O conteúdo deles, por mais que esteja otimizado, não deve ser indexado pelos motores de busca. O resultado é que a empresa dificilmente terá acessos à página vindos do Google, por exemplo, o que é uma grande perda para qualquer empresa.

Dificuldade de análise

O Facebook oferece uma solução de análise bastante limitada para as páginas. Os dados são bons para conhecer o perfil das pessoas que gostem da página da empresa e obter dados mais específicos sobre o desempenho da mesma, como o envolvimento com fãs, origem dos likes, etc.

Esses dados, entretanto, não fornecem os insights mais importantes necessários para a geração de oportunidades de vendas. Num site, principalmente devido ao controle sobre o conteúdo, torna-se mais fácil analisar e otimizar, por exemplo, a fonte de tráfego que mais traz resultados para a empresa, bem como saber qual foi a palavra-chave ou o post dum site de terceiro que gerou a conversão do Lead.

Por fim, deixemos claro que a página da sua empresa no Facebook é muito importante e merece cuidado especial. Nosso ponto é que ela deve, porém, ser tratada como uma parte da estratégia de Marketing Digital, onde o site é o agente principal que conecta todos os outros canais de relacionamento e comunicação com os clientes, bem como todas as ações de Marketing online da empresa.

Texto adaptado de: http://resultadosdigitais.com.br/blog/por-que-uma-pagina-no-facebook-nao-substitui-um-site/

Submit a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *